logotype

 16 Dicas para comprar sua Viola Caipira
Por Renato e Eduardo Vieira.

  1. Afine ou peça para alguém afinar a Viola.

  2. Coloque uma régua sobre os trastos. Se ficar um vão ou se a régua gangorrear o mínimo que seja, o braço do instrumento pode estar empenado.

  3. Medir da saída da corda solta no capotrasto (ou trasto n° 0, se houver) até o centro do 12° trasto. Repita a mesma operação, desta vez do centro do 12° trasto até a chegada da corda solta no rastilho. A medida da saída da corda solta até o 12° trasto e do 12° trasto até a chegada da corda no rastilho tem que ser exatamente a mesma; se houver diferença, de milímetro que seja, sua viola vai afinar quando estiver com as cordas soltas, mas vai "mentir" as notas presas.

  4. Segure a Viola em "pé", com o braço esticado e verifique se os trastos estão no esquadro. Se estiver fora do esquadro, mesmo que só um trasto, sua Viola vai "mentir" as notas presas.

  5. Passe as costas da mão nas bordas da escala e verifique se as pontas dos trastos foram bem acabadas, caso não, essas pontas podem até machucar , no hora de tocar.

  6. Medir a distância do 12° trasto até a corda solta. O ideal é que a medida seja de, mais ou menos, 4 milímetros. Se a distância for muito grande sua Viola vai ficar muito "dura" para tocar, depois de algum tempo afinada.

  7. Toque as notas de todas as casas em todas as cordas para verificar se as cordas não estão trastejando (encostando no trasto e "sujando" o som).

  8. Verifique se os 5 pares de cordas estão bem definidos no capotrasto (ou pestana).

  9. Verifique se os pares estão bem definidos no rastilho. A Viola tem 5 pares de cordas e não 10 cordas separadas de qualquer jeito. O ideal é que a distância de uma corda para outra, no par, seja de 2 milímetros, e a distância de um par para outro seja de 7 milímetros. E claro que isto pode variar conforme o tamanho da sua Viola, mas o importante ë que os 5 pares estejam bem definidos.

  10. Coloque a mão na parte interna da caixa, abaixo do mosaico da Viola e verifique se possui o reforço. Se não tiver, em pouco tempo, o tampo da sua Viola vai empenar abaixo da tala da escala.

  11. Verifique nos cantos internos da caixa a presença do reengrosso. Se a Viola não tiver essa peça, em pouco tempo o tampo ou o fundo vai descolar.

  12. Dê preferência ao instrumento com filetes nas bordas externas da caixa, mesmo que seja uma faixa simples, pois estes filetes têm a função de "amarrar" as faixas laterais ao tampo e ao fundo.

  13. Se possível, com a mão dentro da caixa, verifique se o instrumento possui todas as travas e o leque harmônico (2 travas e leque no tampo e 3 travas no fundo, conforme a ilustração da anatomia da Viola).

  14. Verifique se as tarrachas não tem nenhum jogo, e de preferência as tarrachas de pino metálico fino, pois facilitam a afinação.

  15. Verifique na junção do tróculo do braço com a caixa se não existe vão , se houver, o braço está descolando.

 

Olhando na parte de trás do cavalete, verifique se está bem colado.

 

2018  Casa dos Violeiros