logotype

Acervo de Piadas

O Bom Humor na Casa dos Violeiros

 

 


Um dia o mineiro resolveu pescar sozinho que já tava de saco cheio de gente em volta dele. Vara na mão, lata de minhoca e lá vai ele pro rio, bem cedinho.
No caminho ele encontra um caboclinho que começa a acompanha-lo.E o mineiro já pensando:ô saco, será que esse caboclinho vai ficar grudado ni mim?! Chegaram no rio e o caboclinho do lado sem falar nada.
O mineiro se arruma todo, começa a pescar e também não fala nada. Passam 3 horas e o caboclinho acocorado olhando sem dar um pio .
Passam 6 horas e o caboclinho só zoiando... Já no finalzinho do dia o mineiro ficou com pena e oferecendo a vara pro caboclinho disse: - O mininim, qué pescá um cadim? E o caboclinho responde: - Deus me livre moco, tem paciença não, sô!


 

O fazendeiro resolve trocar o seu velho galo por outro que desse conta das inúmeras galinhas. Ao chegar o novo galo e, percebendo que perderia suas funções, o velho galo foi conversar com o seu substituto:
- Olha, sei que já estou velho e é por iisso que o meu dono te trouxe aqui, mas será que você poderia deixar pelo menos duas galinhas para mim?
- Que é isso, velhote?! Vou ficar com tttodas.
 Mas só duas... - ainda insistiu o galo.
- Não. Já disse! São todas minhas!
- Então vamos fazer o seguinte: - propõõõe o galo velho - apostamos uma corrida em volta do galinheiro. Se eu ganhar, fico com pelo menos duas galinhas. Se eu perder, são todas suas.
O galo jovem mede o galo velho de cima abaixo e pensa que certamente ele não será capaz de vence-lo:
- Tudo bem, velhote, eu aceito.
- Já que realmente minhas chances são pppoucas, deixe-me ficar vinte passos a frente. - pediu o galo.
O mais jovem pensou por uns instantes e aceitou as condições do galo velho.
Iniciada a corrida, o galo jovem dispara para alcançar o outro galo.
O galo velho faz um esforço danado para manter a vantagem, mas rapidamente está sendo alcançado pelo mais jovem. No momento em que o mais velho ia ser alcançado pelo mais novo, o fazendeiro pega sua espingarda e atira sem piedade no galo jovem.
- Guardando a arma, comenta com a mulheeer:
- Num tô intendendo, uai! Já é o quintooo galo viado que a gente compra esta semana!


 Os dois caipiras se encontram no ponto de ônibus para uma pescaria.
- Então cumpade, tá animado? - perguntaaa o primeiro.
- Eu tô, home! Ô cumpade, pro mode quê ttá levano esses dois embornal?
- É que tô levano uma pingazinha, cumpaaade.
- Pinga, cumpade? Nóis num tinha acertaaado que num ia bebê  mais?!
- Cumpade, é que pode aparecê uma cobraaa e pica a gente. Aí nóis desinfeta com a pinga e toma uns gole que é pra mode num
sinti a dô.
- É... e na outra sacola, o que qui tá llevano?
- É a cobra, cumpade. Pode num tê lá.....


 Uma moça sofre um gravíssimo acidente de trânsito, vai parar na UTI e passa dois anos nessa situação, sem responder aos estímulos dos médicos e sobrevivendo apenas pelo uso contínuo de aparelhos.
Quando certo dia, para o espanto de todos e escândalo geral esta moça fica grávida.
Os médicos, a polícia, os funcionários do hospital, e principalmente os parentes empenharam-se em descobrir como um fato absurdo desses poderia ter ocorrido.
Após exaustivas investigações, chegaram à conclusão de que o culpado era um caipira, que há poucos meses havia chegado do interior para trabalhar como auxiliar de enfermagem. Então ele foi levado para a delegacia e severamente interrogado pelos policiais. Para curiosidade de todos ele se justificou dizendo que apenas cumpriu suas obrigações seguindo as instruções da plaqueta que estava pendurada na cama.
Perplexos, os policiais foram até o local do crime, viram a mulher deitada e sobre ela a plaqueta que indicava: coma.


 O caipira chega no cinema com uma galinha de estimação debaixo do braço e pede duas entradas.
A bilheteira diz que não são permitidos animais dentro do cinema e que com aquela galinha no braço ele não poderia entrar.
Ele vai até o banheiro e coloca a galinha escondida dentro de sua calça larga, volta à bilheteria, compra um bilhete e entra no cinema.
Algums minutos depois, com o calor e a falta de espaço a galinha começa a ficar inquieta.
O caipira então, temendo ser descoberto, abre o zíper da calça para que a galinha possa esticar o pescoço, ficar mais confortável, tomar um arzinho e assistir o filme.
Sentado ao lado está Agnes. Ela encosta no ouvido da amiga Marta e sussura:
- Marta, o homem aqui do lado acabou deee baixar o zíper da calça...
Marta sussurra de volta. -Ah, não esquenta não, uma vez que você já viu um, já viu todos.
Agnes diz. -EU SEI ... mas este aqui está COMENDO PIPOCA !!!


 O pescador diz pro caipira:
- Você está aí já a quatro horas me venddo pescar. Não quer tentar?
- Num tenho paciência pra isso não seu moço! 


 Uma família de caipiras estava de férias na Grande São Paulo. Um dia, o pai levou o filho a um luxuoso e enorme edifício; eles estavam impressionados com tudo o que viram - especialmente com o elevador num canto do corredor. O filho perguntou:
-- O que é aquilo, pai?
-- Filhão, eu nunca vi coisa parecida na minha vida, não sei o que é - foi a resposta.
Enquanto pai e filho observavam estupefatos, uma velhinha enrugada, sentada numa cadeira de rodas, chegou perto das duas pequenas paredes que se moviam e apertou o botão de espera. As paredes abriram e ela se arrastou para dentro do pequeno quarto. As paredes se fecharam, e o pai e o filho viram o pequeno semicírculo de luzes acima das paredes se acender.
Eles continuaram assistindo impressionados a contagem de números, e as luzes que se acendiam e apagavam agora em contagem inversa. As paredes se abriram novamente, e uma jovem lindíssima e muito elegante, de uns 18 anos de idade, saiu andando.
O pai virou para o filho e disse:
-- Vá correndo buscar sua mãe !!!!


 O caipira vira-se para o compadre e pergunta:
- Ô cumpadre, é verdade que bispo é muito mais importante que padre?
- É, sim!
- Entonces a partir de agora eu vô chamá ocê de cumbispo

 


  O caipira comprou um sítio no meio de um matagal e sozinho, começou a trabalhar. Capinou, arou, construiu um galinheiro, um pomar, fez uma horta e uma casinha de dar inveja aos seus vizinhos.   Um dia, o padre resolveu aparecer por lá para pedir um donativo e comentou:
- Que belo trabalho vocês fizeram aqui!
- Vocês?
- Sim, você e Deus!
- Ahhh! Mas o senhor precisa ver como é que tava isso aqui na época que ele cuidava sozinho!


 O capiau, muito do pão-duro, recebe a visita de um amigo. A certa altura da conversa o amigo pergunta:
- Se você tivesse seis fazendas, você me daria uma?
- Claro, uai! - respondeu o mineiro.
- Se você tivesse seis automóveis, você me daria um?
- Claro que sim!
- E se você tivesse seis camisas, você me daria uma?
- Não!
- Por que não?!
- Porque eu tenho seis camisas!


Um sujeito passava por uma estrada com seu carro a 100km/h quando percebeu que um frango que estava correndo pelo acostamento lhe ultrapassou, entrando em um sítio logo à frente.

Indignado, entrou no sítio também quando encontrou com um senhor que cuidava de uma pequena horta e perguntou:

- Senhor, bom dia! - Por favor, me responda uma pergunta. - É daqui um frango muito veloz que ví correndo na estrada?

- É sim senhor!

- E como é que ele corre tanto?

- O negócio é o seguinte... - Aquí neste sítio mora eu, minha senhora e meu filho. Quando nóis mata um frango é a maior briga porque nóis só gosta da coxa e como o senhor sabe, frango só tem duas, não é? Então se a gente mata um, falta uma coxa e se a gente mata dois fica sobrando uma coxa. Então eu tive a idéia de fazê um enxerto num ovo e nasceu esse frango com treis perna! E é por isso que ele corre tanto, uai!!

-E o gosto da carne, mudou?

-Olha moço, ainda não sei porque até agora, num conseguimo pega o danado!!


 O advogado:

-"No local do acidente, o senhor não declarou ao policial que "nunca tinha se sentido tão bem em sua vida?"

O caipira:

-"Correto."

O advogado:

-"E somente agora o senhor decidiu prestar queixa por ter sido seriamente ferido no acidente entre o automóvel de meu cliente e sua carroça?"

O caipira:

-"É porque, quando o policial chegou no local, ele foi ver meu cavalo, que estava com a pata quebrada, e deu-lhe um tiro na cabeça. Em seguida ele viu meu cachorro que estava deitado na estrada se esvaindo em sangue, e ele deu-lhe um tiro também. Assim, quando ele chegou para mim e perguntou como é que eu estava, preferi dizer que eu estava muito bem.


 Bom dia, mineiro! O Sr. mora aqui? É dono desses animais?
_ Sim, senhor; essa térrinha e tudo que tem nela são meus.
_ Eu vi esses animais e fiquei curioso em saber o nome daquele porquinho ali, está vendo?
_ Ah, sim, estou vendo. Aquele é "ocê"!
_ E aquela porcona, ali do lado? É a mãe "d ocê"?
_ Qual? Ah, não, moço. Aquilo que "ocê" está vendo nem porca é, mas sim um porco.

A mãe "d ocê", essa eu comi ontem!


O caipira foi levar a mulher até o ginecologista e ficou esperando do lado de fora inconformado.
O médico, depois de fazer um exame geral, perguntou a ela:
- Vocês têm orgasmo?
Ela pediu para o doutor esperar um instante, abriu a porta e gritou para o marido, com a sala de espera lotada:
- Ô Zé, nóis tem orgasmo?
O marido respondeu:
- Não Maria, nóis só tem Amil...

2017  Casa dos Violeiros