logotype

Lenda de Sapucaia Roca

 

 

Sapucaia-Roca é uma povoação à margem do Rio Madeira. Pouco abaixo, dizem os índios, que existiu outra povoação, maior, que um dia desapareceu da face da terra, eram os Murás.

Os Murá, levavam uma vida desordenada. Nas festas celebravam em honra de Tupana, entregavam-se a danças tão lascivas e cantavam cantigas tão impuras, que faziam chorar aos Angaturamas, espíritos protetores, que por eles velavam.


Por vezes os pajés, sabedores dos segredos de Tupana, advertiam do grande castigo que os ameaçava. Os muras não ouviam. Um dia de súbito, a terra tremeu , e Rio Madeira engoliu toda a povoação dos Murás. As altas barrancas que ainda hoje se vêem, atestam a profundidade do abismo em que os Murás sucumbiram.
 

Muitos anos depois os Muras foram de novo habitar o local. Por entre a escuridão da noite começaram a ouvir ruídos, como cantar de galos, do fundo das águas.
 

Consultados, os pajés disseram que o cantar de galos vinha dos mesmos Angaturamas que deploraram outrora a sorte da povoação submergida. Agora, serviam-se do canto dos galos da Sapucaia-Roca submergida para recordar o castigo por que passaram seus antepassados e desviar a nova geração do perigo de sorte igual.

 

É por isso que a nova povoação recebeu o mesmo nome da submergida: Sapucaia-Roca.

 

2018  Casa dos Violeiros